Você está na Categoria: Finanças Pessoais

Administração do tempo e seus mitos

Não priorize sua agenda, e sim agende suas prioridades.

O tempo é um recurso não renovável e perecível, que está disponível igualmente para todas as pessoas, 24 horas por dia, sete dias por semana, independentemente de sexo, cor, religião ou situação financeira. Quando o tempo acaba, ele acaba mesmo. Cabe a nós usá-lo de forma mais racional e inteligente possível. Albert Einstein costumava dizer que o tempo corre a uma velocidade de 60 minutos por hora.

No entanto, para a maioria das pessoas, administrar o tempo é um grande desafio e muitas das dificuldades relacionadas à administração do tempo são seus mitos. O primeiro mito é que quem administra o tempo torna-se escravo do relógio. A verdade é quem administra o tempo coloca-o sob controle, torna-se senhor dele. O segundo mito é que a gente só produz, ou então só trabalha melhor, sobre pressão. Não há evidências que o justifique. Esse mito foi criado para justificar a tendência à procrastinação.

O terceiro mito é que administrar o tempo é algo que se aplica apenas a vida profissional. Também é falso! A administração do tempo se aplica tanto a vida profissional, quanto em nossa vida pessoal e familiar. O quarto mito é que ter tempo e questão de querer ter tempo. De certo modo, essa afirmação é verdadeira. Geralmente damos um jeito de arrumar tempo para fazer aquilo que realmente queremos fazer.

Administrar o tempo é saber usá-lo para fazer aquelas coisas que consideramos importantes e prioritárias, profissional ou pessoal, de maneira organizada, estruturada. O segredo para administrar o tempo é organizar a vida de tal forma que possamos dar FOCO no que realmente é importante para nós: atingir nossos objetivos e realizar nossos sonhos. “A pessoa que administra com eficiência seu próprio tempo sabe que o principal segredo é estabelecer prioridades e identificar o que é mais importante é urgente” (do livro ATTITUDE – A chave para o sucesso, Ed. Matrix, 2013).

Tempo é vida! Quem administra o tempo ganha vida, mesmo vivendo o mesmo tempo. O nosso tempo é valioso! Amanhã será sempre um novo dia; o hoje perdido será perdido para sempre. Quem administra o tempo, aumenta sua produtividade. Ser produtivo é fazer certas as coisas certas. É fazer aquilo que consideramos importante e prioritário com a menor quantidade de recursos possível. A minha dica é: não priorize sua agenda, e sim agende suas prioridades!

 

Gabriel Silva

É microempresário, palestrante, coach de carreira e negócios, ex-executivo da Nestlé Brasil e autor da metodologia e do livro A.T.T.I.T.U.D.E. – A chave para o sucesso, publicado pela editora Matrix.

Acumular patrimônio é fundamental para uma aposentadoria tranquila

O brasileiro não tem o hábito de se planejar para a aposentadoria e é comum as pessoas chegarem a certa idade com muita dificuldade financeira. Via de regra, as pessoas investem em outros projetos no início da carreira como à educação e a casa própria deixando a poupança para formação de sua aposentadoria para mais tarde.

Mas a história nos mostra a importância de começar a poupar e planejar mais cedo à aposentadoria e quanto mais cedo irá ajudar a diluir o esforço de viabilizar a saída do mercado de trabalho no futuro. Com planejamento adequado é possível priorizar os projetos e investimentos de curto e médio prazos e investir na formação do patrimônio para garantir uma vida financeiramente tranquila no futuro.

O planejamento ideal, além da contribuição para o INSS, deve incluir uma pequena parcela para a previdência privada como o PGBL ou VGBL ou outro tipo de investimento, como por exemplo, os títulos do tesouro direto, fundo imobiliário ou um fundo de ações de acordo com seu perfil de investidor, assim que ingressar no mercado de trabalho.

O planejamento no início da carreira poderá contribuir para reduzir a carga anual de imposto de renda ao longo da carreira profissional que pode fazer uma grande diferença no longo prazo, tanto pela redução do imposto de renda na declaração anual, quanto pela escolha de investimentos com menor incidência de imposto de renda. Portanto, o planejamento financeiro para a aposentadoria deve estar alinhado com o planejamento tributário para maximizar os rendimentos.

O primeiro passo é avaliar o quanto será necessário para manter seu padrão de vida e qual sua capacidade de poupar. A Attitude Coach tem uma metodologia completa para finanças pessoais e em apenas cinco sessões faremos um diagnóstico de sua situação financeira, controle de gastos, redução e eliminação de dívidas e planejar o seu futuro para garantia de sua independência financeira com segurança. Ligue imediatamente e planeje o seu futuro!

Gabriel Silva, é fundador da Attitude Coach, possui MBA em Finanças Corporativas pelo IBMEC e autor do livro A.T.T.I.T.U.D.E. – A chave para o sucesso, publicado pela editora Matrix.

Como saber se sua independência financeira foi alcançada?

O sonho de muitas pessoas é conquistar a independência financeira, ter o futuro garantido e gozar de uma aposentadoria tranquila. Com a situação financeira planejada e equilibrada, percebemos o quanto podemos ganhar em termos de qualidade de vida. Temos mais tranquilidade para dar foco em nossos objetivos pessoais e profissionais, curtir melhor a vida e a família, sem sobressaltos e tempestades com contas vencidas e credores rondando a nossa volta.

Mas quanto uma pessoa deve possuir para saber se conquistou sua independência financeira? É investir em um negócio próprio? Investir em imóveis para alugar?  Ou investir em uma pequena propriedade para evitar a desvalorização do bem e do próprio patrimônio? As estatísticas mostram que muitas empresas fecham as portas nos primeiros anos de vida. Portanto, investir recursos em um negócio próprio requer análise de seu perfil empreendedor, dos riscos do negócio e deve ser analisado com muito cuidado.

Mas voltando a pergunta central deste artigo, como saber se uma pessoa conseguiu sua independência financeira, existe uma continha aceita internacionalmente que diz que uma pessoa consegue sua liberdade financeira com um patrimônio com liquidez igual a 200 vezes os seus gastos mensais. Então, se uma pessoa tem despesas mensais de 5 mil reais, deve ter um patrimônio de um milhão de reais. Se a pessoa tem gastos mensais de 10 mil reais, precisa de liquidez de dois milhões de reais e se gastos mensais forem de 15 mil reais, terá de acumular três milhões para conseguir sua independência financeira.

Mas isso não significa dizer que a pessoa deve sair gastando de maneira impensada. Paulinho da Viola, poeta e compositor, diz na letra da música “Pecado Capital”, “que dinheiro na mão é vendaval na vida de um sonhador. E que tanta gente se engana e cai na dança de tanta ilusão que sonhou….”. Por isso, muitos sortudos ganhadores da mega-sena perderam tudo por falta de planejamento e atitudes impensadas. O meu conselho é: cuide bem do seu dinheiro!

Mas ao atingir esse ponto, de acumular financeiramente 200 vezes os seus gastos mensais, terá conquistado sua liberdade financeira e poderá escolher o que deseja fazer, realizando os sonhos e projetos que sempre imaginou com tranquilidade, como viajar, conhecer outros países e culturas e ter uma aposentadoria tranquila sem depender dos filhos. Tenha o controle de suas finanças pessoais em suas mãos. A disciplina e a estratégia de investimento é o que faz a diferença na construção de um patrimônio.

3 fatores-chave de sucesso das finanças pessoais: planejamento, disciplina e autocontrole

A administração das finanças pessoais é imprescindível para o sucesso pessoal e profissional de qualquer pessoa. Não há quem possa viver em paz com contas vencidas, cheques pré-datados, cartão de crédito atrasado e o limite do cheque especial estourado. Sabendo disso, e livrando-se dos problemas financeiros, nos regeneramos e percebemos o quanto podemos ganhar com isso. Com uma vida financeira equilibrada, temos mais tranquilidade para dar mais foco em nossos objetivos pessoais e profissionais e planejar o futuro.

Para lidar com as finanças pessoais há 3 etapas que precisam ser colocadas em prática: planejamento, disciplina e autocontrole. Mas todos nós temos boas razões para justificar tantos gastos, que nos deixam sempre numa situação critica financeiramente. Afinal, somos seduzidos por vitrines vistosas, sapatos, bolsas, roupas de grife que “são a nossa cara” e as infindáveis datas comemorativas: aniversários, dia das mães, dia dos pais, Páscoa, dia das crianças, dia dos namorados e tantas outras. Sem falar as viagens de férias, que sempre custam um pouco mais do esperávamos.

Quando pensamos estar numa situação de equilíbrio financeiro, sempre aparece algum gasto extra, como a roupa nova para uma festa de casamento, o IPVA do carro, O IPTU, o imposto de renda, e por aí vai. O fato é que passa ano, sai ano, vivemos sempre a beira do abismo, nos esperneando para controlar nossas finanças e, cada vez mais, longe do sonho da casa própria ou do apartamento na praia, e da tão sonhada independência financeira.

A estabilidade da moeda e da economia foi uma conquista importante para o Brasil, e para aproveitar esse ambiente, é preciso planejar. Muitas pessoas acreditam que para ter um patrimônio é preciso ter sorte, ganhar na loteria ou receber uma herança. Mas normalmente isso não é necessário. É possível construir um patrimônio com seus próprios rendimentos e provavelmente você já tem o que é preciso para construir sua própria fortuna. Falta tomar uma atitude: poupar e investir sempre, com uma estratégia clara, planejamento e disciplina.

Ao compreender a importância do planejamento financeiro e as perspectivas que podemos ter em nossas vidas, se formos fiéis aos nossos sonhos e objetivos, é possível pavimentar a estrada da independência financeira, basta saber lidar com o dinheiro. A Attitude Coach dispõe de uma metodologia com 10 passos para ajudar você definir as melhores estratégias e planejar a sua independência financeira com segurança e tranquilidade.