Você está na Categoria: Comportamento

Os principais hábitos e comportamentos indesejáveis que limitam o crescimento da carreira no mundo corporativo

Progredir na carreira é ser bem-sucedido é o objetivo da maioria das pessoas. Mas todos nós conhecemos profissionais qualificados e competentes que não conseguem evoluir na carreira. Parece que alguma coisa as amarra, as impede de crescer profissionalmente e realizar seus sonhos. Por que isso acontece?

Uma das razões pelas quais tudo parece dar errado na carreira de algumas pessoas são os comportamentos inadequados, hábitos indesejáveis e atitudes negativas que limitam e impedem o desenvolvimento pessoal e profissional e se tornam obstáculos ao crescimento da carreira, aos relacionamentos pessoais e familiares.

Hábitos são padrões de comportamento que se tornam automáticos em função de sua frequência e repetição constantes. Depois de certo tempo se tornam extremamente dificil mudá-los, pois nos dominam, nos deixam expostos e fragilizados. As pessoas com hábitos e comportamentos indesejáveis afastam os colegas e cada vez mais se sentem sozinhas e isoladas e, com isso, se tornam tristes e infelizes.

Um dos comportamentos que mais prejudicam a evolução profissional e os relacionamentos pessoais é a arrogância. Geralmente ela é exercida em relação aos colegas, subordinados, clientes e fornecedores. O individuo acredita que sabe tudo, que está sempre certo em suas opiniões, não sabe ouvir e tem dificuldades para aceitar críticas e ou receber feedback. Há gestores que gostam de ser temidos pela equipe, sentem-se poderosos com o cargo que ocupam, pelo cartão de visitas e a empresa perde com isso.

Tanto na vida pessoal e profissional como também dentro das organizações, os maus hábitos são fatores limitantes. No meu livro A.T.T.I.T.U.D.E. – A chave para o sucesso, publicado pela Editora Matrix, abordo 10 comportamentos, hábitos e características prejudiciais ao desenvolvimento pessoal e ao crescimento profissional. A arrogância é um deles. A falta de flexibilidade e a procrastinação são outros comportamentos que abordo no livro e em uma de minhas palestras sobre o tema.

Gabriel Silva
Palestrante, Coach e autor da metodologia e do livro A.T.T.I.T.U.D.E. – A chave para o sucesso, publicado pela editora Matrix.

Junho: o mês da Copa

Estamos no mês de junho, o mês da Copa. A Copa do Mundo de 2014 no Brasil está para começar. Apenas para relembrar, a abertura oficial será no dia 12, com o jogo da seleção canarinho contra a Croácia.

O que tinha de dar errado, já deu. Aeroportos inacabados, estádios inacabados e linhas do metrô ainda em construção. Canteiros de obras serão isolados com tapumes e outras formas de mascarar a incompetência. O que tinha de ser gasto, já foi gasto. O que foi desviado ou roubado, espero que o poder público investigue e puna os responsáveis.

A despeito de tudo, vou torcer para que a Copa do Mundo no Brasil seja um sucesso, que o turista que vier para ver a Copa, se encante pelo nosso País, pela nossa gente, pelas nossas belezas naturais, pelo povo alegre e hospitaleiro e volte outras vezes, várias vezes!. O período para protestar contra a Copa já passou. Destruir o patrimônio público não irá resolver nada.

O povo foi enganado quando o governo decidiu realizar os jogos em doze estádios, enquanto a FIFA recomenda no máximo oito estádios. Com mais estádios, mais dinheiro público foi usado. O povo foi enganado quando o governo disse que os estádios seriam construídos com dinheiro de empresas privadas, o que não era verdade, pois as obras dos estádios foram financiadas com dinheiro público.

Mas agora é hora de vestir as cores da seleção e torcer para o Brasil. É hora de alegria, de euforia, de entusiasmo. É hora de encantar. De receber os turistas de braços abertos, de agir como cidadão. O meu verdadeiro protesto será nas eleições, com o meu voto, no 1º. turno dia 5 de outubro no 2º.turno no dia 26 de outubro. O verdadeiro poder do povo numa democracia se manifesta nas urnas. Eu espero você lá! Enquanto isso, vamos lá BRASIL!

O que nos resta esperar de 2014?

O Carnaval acabou é como diz o ditado popular, no Brasil o ano só começa depois do Carnaval. Então, Feliz 2014! Finalmente o ano começou de verdade. Mas já estamos em março. Em abril tem o feriado prolongado de Páscoa e Tiradentes. O 1º de maio – dia do trabalho, será numa quinta-feira. Em junho tem a Copa do Mundo. Em outubro tem as eleições e em novembro, provavelmente, teremos o segundo turno das eleições para presidente e finalmente, chegou dezembro, dia de Natal, quinta-feira, feriadão prolongado.

A economia brasileira vai continuar fraca, com a taxa de juros na casa dos 11%, o dólar subindo e os preços lá em cima, nas alturas. A educação e a saúde continuam com péssima avaliação da sociedade. A Petrobras vair continuar com problema de caixa para bancar os bilionários investimentos do pré-sal, a Eletrobras – também controlada pelo governo, vai continuar dando enorme prejuízo, e, finalmente dezembro está logo ali. Lamento dizer, mas 2014 já era!

Deixando de lado o fraco desempenha da economia e os eventos esportivos e políticos, voltamos a pergunta inicial: o que nos resta esperar de 2014? Se você ainda pretende salvar o ano e cumprir suas metas de 2014, sugiro a você quatro atitudes:

  • Mantenha o foco em suas metas de curto prazo: Metas fazem maravilhas, desde que você dê foco e entre em ação para cumprí-las. O cenário econômio realmente está bastante adverso, mas você não pode desistir. Entre em ação!
  • Amplie suas fronteiras: No meu livro A.T.T.I.T.U.D.E – A chave para o sucesso e em minhas palestras sobre carreira abordo a importância de participar de novos projetos e novas iniciativas da empresa para ampliar suas fronteiras do conhecimento para desenvolver novas competências e aumentar sua visibilidade. Sempre há uma oportunidade ao seu redor. Levante a mão e saia de sua zona de conforto!
  • Gestão do tempo: A correria do dia a dia nos leva a direcionar nosso tempo para as questões urgentes, algumas importantes, outras pouco importantes e de baixo valor para seus objetivos. O segredo de uma boa utilização do tempo é direcionar uma parte do nosso tempo para as coisas importantes, porém não-urgentes, como o planejamento, a organização, o desenvolvimento pessoal e na melhoria da qualidade de vida.
  • Invista em seus conhecimentos: faça um MBA ou um curso rápido na sua área, ou ainda um curso de línguas. As empresas valorizam o profisional que investe em sua formação alinhada com as necessidades da organização. Quando a economia finalmente decolar, você precisa estar preparado!

Boa sorte! E sorte é o que acontece quando a preparação encontra a oportunidade.